Cursos para aprender como estudar para concursos e provas 1


Como estudar para concursos públicos? Muita gente tenta passar em concursos públicos, mas não sabe como começar e se organizar para atingir seu objetivo. A verdade é que o processo é longo e requer muita disciplina e persistência, mas é possível conquistar a tão sonhada vaga. Além disso, há vários benefícios desta escolha que você raramente verá em outras oportunidades de emprego. Se você ainda possui pouco tempo, lembre-se que sua organização e desempenho devem ser levadas a sério ao máximo, pois muitos outros candidatos estão estudando a mais tempo que você.

Para começar, a estabilidade financeira no emprego já seria razão para muitos para optar por prestar concursos públicos, aliado ao prazer de exercer a profissão dos sonhos, mas também podemos citar os benefícios, a remuneração e a possibilidade de entrar para um emprego sem ter experiência prévia. Se você apostou em conseguir um trabalho mediante concurso público e está procurando formas de aumentar suas chances, veio ao lugar certo.

Neste artigo, vamos falar de algumas atitudes que você pode tomar para estruturar sua rotina de estudos e tirar todo o proveito do seu potencial. As dicas são independentes do concursos, seja para vagas em concursos militares, bancários, tribunais, prefeituras, saúde ou fiscais. Papel e caneta na mão?

Aprenda a aprender e como estudar de forma mais produtiva com cursos, PDFs, videoaulas e livros

Adquirir conhecimentos não é algo tão simples, e mesmo que tenhamos sido treinados para isso desde o dia em que nascemos, muitas vezes, precisamos de uma mãozinha para conseguir obter o máximo do nosso potencial. Por isso mesmo, toda ajuda é bem-vinda na hora de investir no aprendizado para concursos. Quanto mais preparado você estiver, melhor.

Acontece que cada um de nós tem sua própria forma de ver o mundo e de assimilar informações. E, como em tudo na vida, nos “viciamos” em certos procedimentos e começamos a esquecer outras formas de fazer algo. Com os estudos, é a mesma coisa. Muitas vezes, esquecemos como se aprende.

Por isso, uma técnica bastante usada no mundo profissional também pode ser perfeitamente aplicada à metodologia de aprendizagem: você pode fazer um coaching para concursos. O objetivo da metodologia é preparar o candidato e desenvolver as capacidades que ajudem a conquistar seus objetivos. Já falamos sobre coaching para concursos públicos e o que pode se esperar deste programa de aprendizado, além de indicar algumas escolas preparatórias com cursos relacionados ao coaching.

Plano de Ação para passar em um concurso público

Contar com uma ajuda extra na hora de começar a se preparar para concursos é ideal, mas não é só isso que você pode fazer para aumentar as suas chances de sucesso. Muitas das iniciativas possíveis têm que partir de você mesmo. Por isso, preparamos 10 técnicas que você pode executar para planejar seu processo de aprendizagem, seja fazendo parte de um curso regular ou então se você é daqueles que estuda sozinho. Vamos dar uma olhada? Dentro de cada dica indicamos cursos, livros, materiais em PDF, videoaulas de como estudar melhor para concursos ou para qualquer assunto que você queira aprender.

  1. Prepare um plano de estudos

Como se organizar então? Em primeiro lugar, você deve criar um cronograma com todas as atividades com as quais você já está envolvido e identificar os tempos livres que poderá dedicar aos estudos. Cada um tem uma agenda específica, se você tem muito tempo livre, genial. Mas, se os espaços vazios no seu calendário são poucos, é mais importante ainda saber otimizar seu tempo.

Anote os feriados, eventos com os quais já esteja comprometido, tempos para descanso e outros que queira separar. Depois disso, defina os dias e as quantidades de horas reservados à sua capacitação. Uma vez que tenha todos os espaços livres definidos, você já poderá distribuir as disciplinas.

Sobre esta parte, não subestime o tempo dedicado à todas as matérias. O ideal é que você possa compartimentar o tempo e distribuir de acordo com a relevância de cada tema e os pesos cobrados no edital do concurso. Não se esqueça e reserve intervalos para pausas a cada duas horas ou noventa minutos de estudos. O plano serve como guia, mas pode sofrer alterações, ajuste-o sempre que for necessário.

O acesso universal à informação também se vê beneficiado pelas novas tecnologias. Há um programa da Estratégia Concursos que oferece o curso Como Estudar para Concursos Públicos todo concebido em 5 videoaulas + materiais PDFs. Ficou curioso? Dá uma olhada no primeiro módulo, aberto para ser assistido com aproximadamente 01 hora de vídeo. Também já falamos do Estratégia Concursos com uma das melhores opções de cursos online com videoaulas, confira o artigo.

Estratégia Concursos - Como estudar para concursos

Curso para aprender como estudar para concursos – Estratégia Concursos

O curso irá cobrir pontos como: motivos para estudar para concursos, quais são os principais desafios nesta jornada, como escolher o cargo público, técnicas de ciclo de estudo e métodos de preparação, como analisar o edital e como fazer a prova do concurso. A primeira hora de vídeo é disponibilizada como demonstração, não é necessário pagar e nem se registrar para assisti-las.

  1. Escolha o lugar ideal para estudar

Este ponto não é menos importante do qualquer outro da lista e você devia prestar muita atenção nele. O lugar onde desempenhamos uma atividade influencia – e muito – na execução da mesma. Na verdade, esse lugar pode ser um espaço ou um ambiente, você só precisa identificar onde e como sua mente funciona melhor.

Não há regras universais para definir o melhor local de estudos para cada um. Tem gente que se concentra mesmo que exista muito ruído ao redor (vamos falar melhor sobre isso mais à frente). Mas, sim, há alguns indicadores que podem nortear na sua escolha. Em linhas gerais, um ambiente ideal para estudos deve contar com uma boa iluminação, não ter muitos ruídos e apresentar uma temperatura agradável.

Estas características não são em vão. Com pouca luz, o estudante tende a relaxar e sentir sono, ou até pode prejudicar a visão. Já no caso dos ambientes ruidosos, manter o foco pode se tornar um problema para alguns estudantes. A temperatura também é uma potencial causa de distrações, o calor angustia e o frio dificulta a concentração. Resumindo: o ideal é encontrar um lugar funcional.

  1. Como planejar seu tempo para as diversas disciplinas e lazer

Por que não experimentar contar o tempo e ver o quanto é desperdiçado com interrupções? Há plataformas como a Toggl que ajudam a controlar quanto tempo foi dedicado por atividade (disciplinas, testes simulados, etc). É surpreendente como, apesar de termos gasto horas em uma tarefa, trabalhamos nela efetivamente muito menos do que se imagina.

Por isso, a cronometragem dá uma noção mais realista e permite que você ajuste a sua carga horária. E há outras saídas para controlar suas atividades e não ficar pensando nisso o tempo todo. Crie alarmes, quadros de horários e listas “por fazer” e definir limites de tempo para as atividades.

Administrar o próprio tempo é uma das tarefas mais difíceis para quem gerencia sua rotina. É hora de pensar no estudo como um trabalho em si. Com um planejamento eficiente, o candidato tem condições de visualizar as necessidades. De fato, outro bom aspecto de saber exatamente o que você está fazendo é aproveitar os momentos em que se está mais motivado para avançar no cronograma.

  1. Vencer a procrastinação e a inércia

Ter tempo livre já não é um privilégio de quase ninguém, e quando podemos, é comum fazer o possível para “ficar sem fazer nada”. É importante fazer do estudo um hábito e manter-se focado na tarefa. Evitar distrações é óbvio: desligue o celular, se isole de alguma forma – seja ficar sozinho ou fechar a porta.

Principalmente para quem está começando a estudar para concursos, pode levar um tempo até o candidato se acostumar. Realmente, no começo pode ser difícil, mas somos criaturas de hábitos e é preciso forçá-los de vez em quando. Uma vez que você repita a mesma operação diariamente, fica mais fácil naturalizar o processo e já agir de forma quase automática.

É por isso que trabalhar com objetivos ajuda, e muito. Uma meta definida – diária, semanal, ou outra – mantém um tipo de alerta aceso e você passa a se cobrar para atingir aquele objetivo. O plano de estudos é importante por isso, mas você precisa efetivamente seguir seu cronograma.

Como passar em concursos - Willian Douglas

Como passar em concursos – Willian Douglas

Há cursos que ajudam neste processo, como por exemplo o Curso Online de Como passar em Concursos, de Willian Douglas – referência no assunto – que inclusive conta com um módulo específico de organização e planejamento de estudo.

Quanto antes você começar, mais cedo vai terminar. Pode até parecer estranho, mas muita gente tem o hábito de ficar postergando atividades e inventa mil coisas para fazer. O maior prejudicado é você mesmo. Aliás, se você acabar na hora certa, vai ter tempo para dedicar às atividades extras que ajudam a relaxar, como o seu hobby.

Outro livro muito utilizado por diversos candidatos em concursos é o Como Estudar Para Concursos que está na 3ª Ed (2014), escrito por Alexandre Meirelles. O livro custa a partir de R$ 44,50, segundo uma rápida pesquisa no Buscapé.

  1. Sociabilize seus estudos – grupos de estudo são ótimos para compartilhar e fixar o material estudado

Estudar não precisa ser um ato antissocial. Mesmo que você aprenda mais quando estuda sozinho, interagir com outros candidatos pode abrir seus olhos para questões que não tinha percebido. Modificar a dinâmica de aprendizado também tem um efeito positivo: mudamos nossa forma de pensar e somos capazes de nos adaptar com mais facilidade frente a questões inesperadas.

De certa forma, se compararmos os estudos com um esporte, veremos que a atividade isolada se beneficia com complementos. É importante variar a modalidade de treinamento para desenvolver o potencial por completo. Pode haver somente uma resposta correta para um problema (ou questão da prova), mas a forma como se define a resposta varia, às vezes lembramos do que lemos, outras do que vimos, outras do que ouvimos.

Neste sentido, procure pessoas e grupos que tenham metas semelhantes às suas. Tente encaixar o estudo em grupo na sua agenda e dedique parte do seu tempo à esta modalidade. Os encontros em grupo podem ser usados para discussões, para complementar informações ou para discutir e compartilhar formas de otimizar o processo de aprendizado.

  1. Cuide de si mesmo – lazer e atividades físicas são importantes

Mente sã, corpo são. Essa frase é famosa e pode ajudar a melhorar o seu desempenho. Nem só de estudo e trabalho vive uma pessoa, quando falamos que era importante ter um plano de estudos, também comentamos que você precisa separar tempos livres na agenda.

O fato é que o corpo se satura com algumas atividades. Horas sentado e concentrado em algo precisam do equilíbrio de uma atividade física e de hábitos saudáveis para equilibrar os esforços com prazer.

Como você não vai ter muito tempo livre – se estiver realmente levando à sério o seu cronograma -, escolha um esporte que lhe ajude a relaxar e mantenha uma rotina de prática da atividade física escolhida. Isso ajuda até a dormir melhor, e consequentemente, a acordar mais disposto.

Aproveitando as frases famosas, tem uma que vale a pena destacar: você é o que você come. Não adianta praticar esportes se você não cuida da alimentação. Dietas leves e balanceadas dão mais disposição e não lhe deixam tão “pesado”. Comer bem também evita o surgimento de doenças: imagine quanto tempo você pode perder para se recuperar de um resfriado?

Além de tudo, uma vida saudável e longeva é um patrimônio para o futuro, não só para passar no concurso público.

  1. Estude mais o que sabe menos e o que possui maior peso nas provas

Qualquer um gosta mais de uma ou de outra matéria, sempre há as “que são mais fáceis” e as “insuportáveis”. O que chama a atenção é que os candidatos acabam dedicando mais tempo às disciplinas que gostam do que às mais difíceis, e muitas vezes essas que não suportamos valem mais pontos na prova. Não cometa esse erro: a prova vai exigir todas elas, pode ter certeza.

Essa inversão de valores não é incomum, mas é preciso se controlar. Equilibre disciplinas “opostas” no seu plano de estudos, assim você tem uma jornada que alterna matérias de forma balanceada. Uma vai cansar mais, a outra compensa pela sua natural aptidão.

Também há cursos pensados para ajudar especificamente nas disciplinas mais complicadas, como o curso Aprendendo a aprender: ferramentas mentais poderosas para ajudá-lo a dominar assuntos difíceis (legendas em pt-br), disponível na página Coursera.org e desenvolvido pela Universidade da Califórnia, em San Diego. O curso possui nota 4.9 de 5 decorrente de 1,109 avaliações, ou seja, a qualidade reconhecida pelos alunos é extremamente alta. Veja uma das videoaulas do curso “Aprenda a aprender”.

O melhor seria tentar desmistificar as disciplinas mais complicadas para você. Todas as matérias funcionam como um passaporte para a tão sonhada vaga, discriminar qualquer uma delas é o melhor caminho para o insucesso. Então, reeduque o seu cérebro, encontre algo atraente no assunto e concentre-se em não rejeitar um conteúdo antes mesmo de começar a leitura.

  1. Ponha-se à prova – simulados, questões e provas anteriores

De que adianta acreditar que sabe bem todo o conteúdo de uma disciplina e se decepcionar com o rendimento na hora de prestar o concurso? A explicação é simples: faltou aprofundar-se de acordo com o nível exigido. Infelizmente, você não se preparou bem.

E não há melhor método para avaliar se seus conhecimentos são abrangentes e profundos o suficiente do que passar por simulações de provas com as edições anteriores.  Tenha em conta a escolaridade e a área e consiga material para replicar as avaliações e testar domínio.

Cuidado para não usar provas muito velhas, pois é possível que as avaliações mudem. Procure sempre obter as provas mais recentes para o concurso que você irá prestar.

Outro problema com as provas mais antigas, é que as respostas podem ter mudado. Principalmente disciplinas como legislação ou informática estão em permanente processo de modificação. Atenção também para matérias como contabilidade e auditoria, que costumam apresentar modificações isoladas.

Como benefício extra, passar por simulados também ajuda a se preparar psicologicamente para as avaliações. Quando tentar fazer as provas por conta própria, estabeleça os mesmos limites de tempo e faça somente aquilo, até terminar.

Já publicamos alguns artigos de como encontrar provas anteriores, isso pode lhe ajudar a encontrar material para se por à prova. E também análise de provas por professores especialistas no formato de videoaulas no YouTube, vale a pena a leitura para descobrir excelentes materiais de apoio.

  1. Aproveite as novas tecnologias

Estamos na era do audiovisual de fácil acesso, já não vivemos somente da leitura de textos impressos. Você sabia que a quantidade de informação que podemos reter varia de acordo com o formato no qual ela é exposta? Além disso, cada pessoa é capaz de absorver em maior ou menor grau os conteúdos que acessamos em diferentes formas como livros, videoaulas, audiobooks, podcasts.

Passar horas com a cabeça baixa lendo uma apostila pode ser desagradável. O ideal é recorrer a outros formatos e identificar os que melhor funcionam com você. Videoaulas, podcasts ou até mesmo apresentações de slides são recursos ideais para ajudar a reforçar a absorção dos conhecimentos.

Notebooks, celulares, tablets ou quaisquer outros aparelhos podem ajudar a variar o processo de aprendizagem. As ferramentas online, as mídias sociais, os blogs e aplicativos ajudaram a transformar o estudo em algo mais fluído e não tão dependente de terceiros. Além disso, você pode ficar atento para novas técnicas e provar até descobrir uma que funcione bem.

  1. Descubra qual é seu estilo de aprendizagem e obtenha o material de estudo

Você é auditivo, visual ou cinestésico? Se nunca parou para pensar nisso, saiba que cada um tem características particulares que afetam a sua forma de ver o mundo, e consequentemente, o aprendizado. Ao identificar o que lhe define, fica mais fácil adaptar a rotina e as táticas para um melhor rendimento.

Respondendo à pergunta anterior, as principais diferenças entre os estilos de aprendizagem são:

Estudantes visuais – Assimilam com maior facilidade tudo aquilo que seja percebido com a visão: textos, imagens, gravuras, gráficos, etc. Instruções gráficas são mais eficientes. Por outro lado, requerem um ambiente mais silencioso e isolado. Para este tipo de aluno, os mapas mentais e conceituais são bons para organizar os conteúdos de uma disciplina.

Estudantes auditivos – Considere o uso de histórias e aulas gravadas. Leitura em voz alta e uma música clássica (segundo o Willian Douglas) são excelentes para este tipo de aluno. Outra boa técnica é repetir os conteúdos assimilados oralmente ou mesmo criar conjuntos de palavras para associar um conhecimento em particular.

Estudantes cinestésicos – O corpo é o principal recurso deste tipo de concurseiro. O espaço é importante e deve permitir mudanças de posição na hora do estudo: prove ler na cama, no chão e em lugares incomuns, além de só ficar sentado. Há técnicas de memorização com gestos que podem ser altamente eficientes.

Cursos e materiais de estudos preparatórios para concursos específicos

Além de tudo o que vimos neste artigo, vale a pena encontrar um bom material de estudo após você definir qual concurso irá concorrer. Recomendamos a leitura do artigo sobre os melhores cursos preparatórios com materiais em videoaulas, conteúdos em pdf que, em geral, também oferecem apoio de professores especialistas. Há também artigos que recomendamos videoaulas gratuitas, cursos completos sem quaisquer custos e também cursos presenciais em algumas regiões do país como SP, RJ e DF.

Agora é com você

E você, como anda o seu processo de estudo? Tem funcionado ou pode melhorar? Esperamos que nosso artigo seja útil e que ajude a otimizar a sua metodologia de estudo para aumentar as suas chances. Também lembramos que você pode acompanhar toda as notícias de concursos públicos abertos e previstos no buscador da Enter Concursos. Fique atento e boa sorte!


Deixe um comentário

Um pensamento em “Cursos para aprender como estudar para concursos e provas