Como foram os últimos concursos do INSS


Previdência Social - INSSTrabalhar em um órgão público é uma grande oportunidade. Se a entrada for mediante concurso público, melhor ainda! Tais cargos são muito mais estáveis que os postos de trabalho em empresas privadas. Vagas em instituições de grande porte são ainda mais atrativas, pois oferecem remuneração e benefícios maiores do que a média geral do mercado.

Os concursos públicos são grandes oportunidades também para quem não pôde investir em uma graduação e parou no ensino médio (ou até no fundamental). Gente que continuou estudando, mesmo que informalmente, sempre interessada pelo saber.

Concorrência elevada

Em contrapartida, as oportunidades em todos os estados do país, e com salários atrativos trazem uma concorrência enorme. O último concurso do Instituto Nacional do Seguro Social, o INSS, com prova realizada em 2016, foi um dos mais concorridos da história. Quase 1,1 milhão de inscritos para pouco mais de 7 mil vagas. Mais de um milhão de pessoas se candidatou para as vagas de técnico do seguro social.

Esse número foi recorde entre os concursos abertos pelo INSS e é o terceiro maior concurso público em número de candidaturas da história. Perde apenas para o concurso da Caixa Econômica Federal, de 2014, com 1,15 milhão de inscritos; e o dos Correios, de 2011, com 1,12 milhão de participantes. O salário foi o grande atrativo. O edital teve remuneração entre R$ 5,3 e 9 mil reais.

Organização

Os concursos do INSS ocorrem, em média a cada biênio. São realizados por diferentes instituições. Em 2015, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (CESPE) geriu o processo. O concurso do ano de 2013 foi organizado pela Fundação de Apoio à Pesquisa, Ensino e Assistência (FUNRIO). Dois anos antes, ficou a cargo da Fundação Carlos Chagas (FCC).

Por se tratarem de provas organizadas por diferentes bancas e oferecidas a cargos de níveis diversificados, os exames também têm características específicas. Por exemplo, na prova para Analista do Seguro Social – Arquitetura, eram 70 questões de múltipla escolha. A seleção para o cargo de Técnico do Seguro Social foi um pouco diferente. O candidato precisava analisar e indicar se as 120 afirmações apresentadas estavam certas ou erradas.

Programa de disciplinas exigente

Como são concursos que atraem um número muito grande de pessoas, os editais do INSS não se limitam a cobrar a memorização das disciplinas exigidas. As questões avaliam a interpretação, compreensão e aplicação do conteúdo programático estabelecido. O objetivo é estimular o pensamento e raciocínio lógico, a tomada de decisões e aplicação de conteúdos de forma conjunta, simulando situações e necessidades reais.

Além dessa demanda, as provas de concursos do INSS também cobram bastante conhecimento da legislação, para comprovar que o candidato tem conhecimento do funcionamento das nossas leis, das atribuições de cada Poder, e dos direitos e deveres do servidor público. Também é importante conhecer como funciona a assistência e a seguridade social em nosso país.

Como qualquer concurso público, o português está presente em todas as questões. Seja na aplicação da língua culta ou na leitura adequada de cada enunciado. Uma vez que, por maior que seja o conhecimento técnico, ele não valerá nada se a pergunta não for compreendida.

Hora de se preparar!

O concurso do INSS oferece boas chances, mas é bastante exigente. Por isso, quanto antes você começar a se preparar, melhor. Para não perder nenhum segundo, cadastre-se no buscador da Enter Concursos. Nós vamos filtrar os próximos editais do seu interesse e enviar, gratuitamente, alertas para o seu-email, com as principais informações sobre os próximos concursos.

 

Deixe um comentário