Quantas questões preciso acertar para passar em um concurso?


Prova de concurso público

Prova de concurso público

Milhares de candidatos sonham com a aprovação em um concurso público. Muitos deles especializam-se nos certames e fazem deste um projeto de vida. Se você se identificou com essa situação, é natural que em algum momento já tenha se perguntado: “Quantas questões preciso acertar para passar em um concurso público?”.

Independentemente do cargo ao qual você se candidata, essa é uma dúvida bastante pertinente. Mas ao contrário das questões que compõem a prova, para esta não há uma única resposta. Na preparação, considere a influência de vários fatores! E esforce-se para ultrapassar o mínimo necessário!

Leia atentamente o edital

Para se ter uma ideia do número de questões que você precisa acertar, a primeira dica é ler atentamente o edital do seu concurso. Embora este seja um procedimento essencial, muitas vezes ele é negligenciado pelo candidato.

Este primeiro documento contém informações essenciais. Muito além dos conteúdos cobrados, a dinâmica da prova e os critérios de correção são apresentados ao público.

Há alguma disciplina que terá um peso maior na nota final? Qual a estimativa de candidatos a serem chamados? Todas as vagas serão preenchidas tão logo seja divulgada a classificação final ou haverá cadastro reserva? Estar bem informado é essencial para quem deseja passar em um concurso público.

Convocação de excedentes pode acontecer

Embora, no início do concurso, a instituição realizadora projete a abertura de um determinado número de vagas, a convocação de excedentes tem se tornado uma prática comum.

Essa é uma tendência impulsionada pelo desejo de maximizar o aproveitamento da lista de candidatos, num esforço para reduzir os trâmites burocráticos que atravancam a realização de um novo processo seletivo.

Este tem sido um expediente largamente utilizado pelo Ministério do Trabalho, que valeu-se dele em três dos últimos quatro certames, para o preenchimento do cargo de Auditor Fiscal do Trabalho.

Em 2003, foram abertas 150 vagas; 68 candidatos a mais foram convocados. Três anos mais tarde, 392 aprovados foram chamados, ante as 200 vagas inicialmente previstas. Situação semelhante se repetiu em 2010, onde 221 excedentes foram chamados.

No último concurso promovido em 2013, o candidato deveria acertar, no mínimo, 66 questões de um total de 220 para não ser desclassificado, havendo desempenho mínimo também por disciplinas. Na prática, porém, só foi habilitado a fazer a prova discursiva o participante que respondeu corretamente a pelo menos 125 questões.

Outros fatores que ampliam suas chances

Há, ainda, outros fatores que ampliam as chances de convocação: o primeiro deles é o considerável índice de evasão. Muitos candidatos se inscrevem para uma prova, mas acabam não comparecendo, o que afeta a relação candidato x vaga.

De cerca de 68 mil inscritos no último concurso da Receita Federal, realizado em 2014, fizeram a prova quase 32 mil candidatos. Ou seja, a taxa de abstenção chegou a mais da metade. Isso significa que você não deve se deixar impressionar pelas estatísticas.

Ainda sobre este concurso da Receita, impressiona saber que, dos quase 32 mil que compareceram, apenas 804 candidatos atingiram o desempenho mínimo necessário. Todo o contingente restante foi automaticamente desclassificado.

De 270 pontos possíveis, 160 aprovados acertaram entre 195 e 200 questões. Quando considerada uma margem de acerto um pouco maior, até 205 questões, esse índice já caiu para 101 participantes.

Neste mesmo ano, o primeiro colocado acertou 87% da prova. A margem para a convocação de excedentes ficou em 71%.

Como você percebeu, é muito importante não desperdiçar questões por bobeira. Por outro lado, não há um número pré-determinado de perguntas que você precisa acertar para garantir a aprovação.

Vários fatores influenciam nessa conta: o ideal é que você analise as estatísticas das provas anteriores para conseguir chegar, ao menos, a uma resposta aproximada para este dilema.

Para turbinar a sua preparação, acesse os conteúdos e desfrute das ferramentas disponíveis em nosso site. Passar em um concurso público depende fundamentalmente de você mesmo! Boa sorte!

Deixe um comentário